O planejamento do orçamento é uma rotina feita regularmente por qualquer empresa. Ela é estruturada para gestores terem maior previsibilidade sobre os gastos que serão realizados nos próximos meses, assim como investimentos estratégicos.

Além disso, a definição de um orçamento permite a visualização mais abrangente sobre como a empresa buscará atingir os seus objetivos e quais passos serão tomados para evitar riscos. Dessa forma, os profissionais poderão se planejar com mais qualidade e se manter dentro das metas do negócio.

Mas como executar um planejamento orçamentário empresarial com qualidade? Veja no nosso post alguns passos básicos!

1. Identifique os pontos fracos e fortes da empresa

O primeiro passo para planejar o orçamento da empresa com qualidade é identificar os pontos fracos e fortes do negócio. É preciso compreender o que deve ser reforçado e quais processos precisam ser otimizados a médio e longo prazo para melhorar a estruturação do seu orçamento.

Se existem pontos que demandam melhorias, o orçamento pode ter recursos direcionados para otimizar serviços e equipamentos. Porém, se há pontos que devem ser fortalecidos, a empresa deve garantir verbas para que as boas práticas sejam replicadas em setores que apresentam problemas. Dessa forma, a empresa poderá assegurar mais qualidade para as suas rotinas e aumentar a sua competitividade.

2. Tenha um foco

O que a sua empresa pretende conquistar no próximo ano. Clientes mais fidelizados? Maior espaço de mercado? Novos setores?

Conhecer esses fatores é crucial para que o foco durante o planejamento orçamentário seja otimizado. Tenha em mente que esse é um processo complexo e que abrange todas as rotinas do negócio. Assim, ter um bom direcionamento evita desperdícios e permite que a empresa possa tomar decisões mais inteligentes.

3. Faça previsões sobre as receitas e possíveis prejuízos

Outro ponto importante é definir as receitas e possíveis prejuízos do próximo ano. Uma boa previsibilidade permite que os gestores se preparem para um ano com menores receitas, os investidores conheçam os ganhos que terão nos próximos meses e os investimentos possam ser revistos.

Além disso, uma previsibilidade dos ganhos evita que empresa tome riscos desnecessários. As rotinas de tomada de decisão, em outras palavras, evitarão situações que exponham o negócio a qualquer chance de um grande prejuízo. Assim, as chances de lucros serão maximizadas.

4. Reveja objetivos já existentes

Sempre aproveite o planejamento do orçamento para revisar os objetivos do negócio. É preciso reavaliar o seu posicionamento de mercado para identificar se as metas atuais foram atingidas, quais ainda são relevantes e o que deve ser mantido.

Ter bons objetivos é crucial para o sucesso do planejamento orçamentário. Quando a empresa tem metas alinhadas com a realidade do mercado e o seu perfil, é possível executar rotinas livres de desperdícios e, com isso, atingir bons resultados a médio e longo prazo.

Além disso, os profissionais poderão planejar as suas atividades corretamente. Cada gestor terá os mecanismos necessários para definir processos, metodologias e rotinas capazes de atingir os objetivos da empresa.

Powered by Rock Convert

5. Separe espaço para novos investimentos

Toda empresa de sucesso realiza um fluxo contínuo de investimentos. Via de regra, essa é uma das melhores formas de manter o negócio bem estruturado e com rotinas de qualidade.

Um bom investimento pode, por exemplo, aumentar o nível de automação e performance no ambiente operacional. Ao mesmo tempo, ele é capaz de mitigar gastos e aumentar o nível de competitividade da empresa, criando novos serviços e produtos.

Portanto, sempre considere direcionar parte do orçamento para novos investimentos. Tecnologias como o Big Data, as soluções de emissão automatizada de notas fiscais, o uso de certificados digitais, as ferramentas de gestão integrada ou mesmo a computação na nuvem são apenas alguns exemplos de ferramentas e tecnologias que a sua empresa pode adotar para criar mais competitividade e qualidade aos seus serviços e produtos.

6. Revise custos

Durante o planejamento orçamentário, o gestor deve sempre revisar gastos. Aliás, podemos apontar essa como uma das melhores horas para identificar contratos que necessitam de revisão, desperdícios e outros pontos que levam a gastos desnecessários.

Portanto, faça uma avaliação completa dos gastos da empresa no último ano. Se possível, refaça contratos e troque os prestadores de serviço. Entre em contato com prestadores de serviço e fornecedores para buscar acordos mais alinhados com os objetivos da empresa.

Se você possuir licenças de software, avalie se não existem soluções com melhor custo-benefício. Assim, a empresa poderá reduzir gastos nessa área sem perder a qualidade das suas atividades.

7. Adote sistemas automatizados

A já citada automatização de processos é uma das melhores formas de garantir que a empresa tenha uma rotina operacional de alta qualidade. Via de regra, automatizar atividades não só melhora o planejamento do orçamento, mas também permite que a empresa tenha menos problemas com a coleta de tributos, faça a emissão de documentos com qualidade e possa evitar erros.

Um sistema de logística e gestão financeira integrada, por exemplo, evita atrasos nas rotinas de entrega de mercadorias. Sempre que uma nova compra for realizada, os envolvidos receberão um alerta automático.

Ao mesmo tempo, a nota fiscal será criada com os dados completos do cliente. Assim, atrasos são evitados, os softwares de receitas já terão os dados para calcular os tributos e o gestor poderá identificar o histórico de receitas em um ambiente centralizado.

Portanto, sempre tenha soluções administrativas que possam auxiliar o negócio a automatizar as suas atividades. Com os dados administrativos sendo criados automaticamente, a empresa poderá planejar o seu orçamento de um modo muito mais inteligente. O gestor terá os dados corretos para tomar decisões e, assim, distribuir recursos com qualidade.

Todo final de ano as empresas de qualquer setor devem direcionar profissionais para o planejamento do orçamento do período fiscal seguinte. Essa é uma rotina básica e de grande importância.

Quando o planejamento orçamentário é feito da forma correta, o negócio compreende melhor como serão distribuídos os recursos financeiros ao longo do ano. Assim, os profissionais podem se planejar antecipadamente, evitar gargalos e garantir a entrega dos resultados esperados pelos líderes empresariais.

Gostou deste post e quer saber mais novidades sobre gestão? Então segue a gente no Facebook!


Renan Mesquita

Analista de Marketing e Designer de Experiência do Usuário, aqui na Digisan sou responsável por trazer um conteúdo de qualidade para os nossos leitores e por desenhar uma experiência UAU para os nossos clientes ao consumirem o nosso produto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *