Powered by Rock Convert

Em momentos de crise, evitar a falência de uma empresa vira prioridade para gestores. O mercado se torna mais competitivo e com menos espaço para lucros. Em função disso, qualquer erro de gestão pode levar o negócio a fechar as portas.

Portanto, gestores precisam estar atentos a fim de garantir que o negócio tome os cuidados certos para se manter eficiente e lucrativo. A empresa deve adotar rotinas estratégias para mitigar riscos e, assim, garantir a sua rentabilidade por longos períodos.

Uma das formas mais eficazes de atingir esse objetivo é investindo na prevenção de erros. Mas quais são os mais comuns? Confira abaixo seis práticas que podem levar à falência de uma empresa!

1. Ignorar o investimento em tecnologia

O investimento em TI é uma das melhores formas de tornar um negócio competitivo. Aqueles que apoiam as suas rotinas em soluções tecnológicas conseguem otimizar rotinas, integrar times e garantir mais competitividade para os seus serviços.

A nuvem, por exemplo, mantém profissionais mais integrados e com uma rotina de alta mobilidade. Já os sistemas de gestão integrada podem ser utilizados para otimizar o acesso a dados corporativos e, assim, reduzir prazos.

Tecnologias como Big Data e o aprendizado de máquina colocam a companhia em um ambiente de maior inovação. Os profissionais poderão conhecer melhor o seu cliente e, com isso, criar serviços com alto nível de competitividade. Já campanhas de publicidade serão mais inteligentes e conectadas com o público-alvo.

Justamente por isso, ignorar os avanços tecnológicos pode ser um grave erro e, em vários casos, levar uma empresa à falência. Se o nível de tecnologia no ambiente corporativo é baixo, os processos e serviços terão mais atrasos, erros e problemas quando comparados com os dos concorrentes. Em função disso, a empresa perderá oportunidades de vendas e a sua competitividade.

2. Ter um planejamento ruim

O planejamento tem um grande impacto no sucesso do negócio. Ele dá aos profissionais as bases para definir as suas rotinas, um nível mínimo de qualidade a ser seguido por todos e uma orientação mais clara sobre como o negócio pretende se posicionar a médio e longo prazo.

Justamente por isso, é fundamental que você invista em um planejamento de qualidade. Ele precisa traçar todos os objetivos e estratégias que a empresa pretende adotar a médio e longo prazo. Assim, os profissionais de cada área poderão definir rotinas mais inteligentes, capazes de garantir o sucesso do negócio.

3. Ter uma má gestão financeira

A má gestão financeira é um dos principais erros que levam uma empresa à falência. O modo como o negócio gerencia a distribuição de seus recursos tem um impacto direto na sua rentabilidade e, de um modo abrangente, impacta também a sua capacidade de se manter operacional e com serviços de boa qualidade.

Por isso, gestores devem tomar cuidado ao criar o orçamento da empresa. Ele deve ter uma boa distribuição de recursos, garantindo que cada área possa executar os seus processos sem que existam desperdícios. Também reserve recursos para novos investimentos. Eles são cruciais para manter a empresa inovadora e à frente de seus concorrentes.

Não se esqueça do planejamento tributário. Ele mantém o negócio em dia com as suas obrigações fiscais, evita problemas com a Receita e atrasos no pagamento de tributos, que levam a maiores gastos.

4. Não automatizar processos

A automatização traz grandes benefícios para empresas. Assim como o investimento em novas tecnologias, ela permite que o negócio tenha uma rotina mais inteligente, integrada e eficaz.

Quando os processos são automatizados, a empresa pode reduzir custos e o número de erros. Além disso, há um grande ganho de agilidade, uma vez que existirão menos etapas para entregar resultados.

Ou seja, a automatização é fundamental para manter uma empresa competitiva, principalmente em um cenário em que consumidores exigem serviços mais ágeis de empresas. Portanto, esteja atento, pois uma companhia pouco automatizada pode, rapidamente, perder espaço para novos concorrentes.

5. Não ter um time capacitado

Um dos fatores mais importantes para o sucesso de uma empresa é a capacidade do seu time entregar resultados. A capacitação dos profissionais leva a mais vendas, dá um maior nível de inovação e permite que o empreendimento tenha um alto nível de competitividade.

Portanto, a empresa deve investir em treinamentos constantes, garantindo que os seus times estejam sempre prontos para entregar demandas e responder a solicitações de clientes. É importante que a empresa tenha um nível de qualidade unificado, em que todos saibam executar processos com a mesma qualidade.

Os treinamentos podem ser aplicados em vários cenários. Na aquisição de novos equipamentos, por exemplo, eles permitem que a empresa tenham um retorno mais rápido sobre o seu investimento e, com isso, consiga atingir melhores resultados. Já quando erros são detectados, é possível utilizar os treinamentos para alinhar processos e, assim, garantir que não ocorram falhas no dia a dia da empresa.

6. Deixar de investir em marketing

O marketing é crucial para o sucesso de vários negócios. Hoje, a publicidade permite que a companhia atinja um número maior de consumidores e, assim, crie oportunidades de vendas.

No cenário atual, aliás, as possibilidades do marketing são inúmeras. As redes sociais, junto a tecnologias como o Big Data, permitem que a comunicação com o consumidor seja mais direta, inteligente e bem estruturada. Assim, a companhia pode definir mensagens de marketing com um potencial de retorno muito maior.

Portanto, sempre tenha o marketing como um investimento estratégico. Faça uma avaliação completa do mercado e de como o negócio pode se posicionar. Assim, será mais fácil atrair consumidores e conseguir manter-se competitivo.

Diariamente gestores tomam decisões que influenciam no sucesso do negócio. Investimentos, a criação de novos serviços ou mesmo peças de publicidade são apenas alguns pontos capazes de reduzir ou aumentar o lucro da companhia ao longo do tempo.

Diante desses fatores, o gestor deve estar atento a problemas que possam levar à falência de uma empresa. Ter uma rotina de qualidade e com baixo nível de risco é algo crucial para garantir que a companhia possa atingir as suas metas de médio e longo prazo e, assim, ter o sucesso esperado pelos seus líderes empresariais.

Gostou deste post e quer saber como tornar a sua empresa mais eficaz? Então fale com a gente!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Renan Mesquita

Resolvedor de qualquer problema da DIGISAN. Entusiasta de Marketing Digital, Experiência do Usuário e por transformar positivamente a vida do micro, pequeno e médio empresário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Faça o download deste conteúdo ao final do post.