Powered by Rock Convert

Uma empresa sem uma boa escrituração contábil terá sérios problemas para sobreviver, desenvolver e planejar seu crescimento no mercado. Essa ferramenta é crucial para os empreendedores superarem desafios e evitarem uma série de problemas com o fisco.

Se você quer saber mais sobre o assunto, continue lendo este artigo para entender o que é a escrituração contábil, qual é a sua importância para a empresa, quais são os riscos que ela estará correndo caso negligencie esse ato e qual é a importância de contar com a assessoria contábil. Boa leitura!

O que é a escrituração contábil?

Basicamente, o objetivo dessa ferramenta é registrar todas as contas e operações do negócio, como despesas, custos, lucros e patrimônio, suprindo uma necessidade existente no controle de patrimônio.

Conforme demanda a legislação vigente, essa escrituração deve ser registrada em livros contábeis, mas também há livros facultativos, que podem ser utilizados a favor da empresa.

Os dois principais livros são o Livro Diário e o Livro Razão. Veja uma breve descrição deles abaixo.

Livro Diário

Trata-se de um livro que registra todas as movimentações contábeis de uma organização, em que é lançado tudo o que modifica a situação patrimonial da empresa, sendo que ele é obrigatório às organizações de todos os portes e tipos societários.

Livro Razão

Esse livro tem a finalidade de controlar o saldo de todas as contas patrimoniais do Livro Diário de forma individual. Apesar de sua obrigatoriedade, ele não precisa seguir certas formalidades, como o registro na Junta Comercial. Por fim, ele tem de informar todos os registros em aberto — as contas a receber e as a pagar.

Qual é a importância da escrituração contábil para as empresas?

Muitos empreendedores questionam a real necessidade de fazer a escrituração contábil na empresa, mas negligenciar esse assunto é um dos maiores erros que podem ser cometidos, já que deixará o negócio suscetível a falhas, desorganização das contas etc.

Além disso, com uma escrituração bem-feita, a empresa terá informações sobre sua real situação financeira, facilitando a tomada de decisão e a execução do plano de ações. Graças a esse documento, a corporação conseguirá, entre outras coisas:

  • elaborar um bom planejamento tributário (reduzir a carga tributária de forma legal);
  • ter maior controle financeiro e econômico;
  • evitar a ocorrência de fraudes fiscais;
  • facilitar o acesso à linha de créditos.

Quais são os riscos em que a empresa incorre quando não adota essa prática?

Os riscos estão ligados ao desenvolvimento da empresa, se a organização não investir em uma boa escrituração contábil, podem arcar com prejuízos de difícil recuperação. Entenda quais são eles a seguir.

Insegurança na recuperação administrativa e judicial

A recuperação judicial ou administrativa (extrajudicial) é uma medida que objetiva evitar a falência da empresa. Quando a empresa perde a capacidade de pagar suas dívidas, os gestores podem usar essa ferramenta para reorganizar o negócio, redesenhar os passivos e obter uma recuperação momentânea.

A Lei n.º 11.101/05 — regula a recuperação judicial, extrajudicial e falência — impõe a obrigatoriedade de juntar as demonstrações contábeis e outros documentos no pedido de recuperação.

Powered by Rock Convert

Essa legislação também estabelece severas punições aos responsáveis pela não execução da escrituração contábil ou apresentação de erros no documento.

Dificuldade de comprovação de dados trabalhistas

As movimentações relacionadas às obrigações previdenciárias e trabalhistas também devem ser escrituradas em livros específicos. É importante ter essas informações corretamente escrituradas para comprovar que a empresa fez os pagamentos e recolhimentos conforme a legislação.

Em uma eventual fiscalização do Ministério do Trabalho ou perante uma disputa judicial contra um ex-funcionário, a organização poderá apresentar os livros e demonstrar que está em conformidade com a lei. Isso evita o pagamento de multas e indenizações bastante onerosas.

Suscetibilidade a fraudes fiscais

As fraudes fiscais podem ocorrer por diversos atos, como a ocultação ou alteração de valores contábeis, ocultação de fatos e valores do fisco e celebração de negócios simulados.

Quando a escrituração contábil não é realizada, o negócio estará suscetível à realização de fraudes por um dos sócios, pelo fato de não ser possível identificar essa ilegalidade, comprometendo o desenvolvimento do negócio.

Além disso, a própria ausência da contabilidade (quando obrigatório) poderá levar o responsável a responder a um processo de fraude fiscal pelas suas omissões, podendo arcar com a punição de multas bastante elevadas e prisão de até 3 anos.

Inviabilidade da perícia contábil

A perícia contábil é um conjunto de procedimentos técnicos realizados sobre os documentos contábeis para solucionar um litígio judicial ou extrajudicial. Por exemplo, quando uma empresa é acusada de incorrer em fraudes, ela poderá solicitar a perícia e comprovar que está atuando dentro da lei.

Não é possível realizar esse procedimento sem a execução de uma boa escrituração contábil. Isso deixará a contabilidade do negócio completamente vulnerável a fraudes, multas trabalhistas, falta de recuperação judicial e administrativa, entre muitos outros perigos.

Qual é a importância de contar com uma assessoria contábil?

A assessoria é um trabalho técnico exercido constantemente sobre a empresa para identificar problemas, propor soluções e aperfeiçoar os processos exercidos sobre o negócio. Um dos serviços proporcionados pela assessoria contábil é a escrituração dos livros contábeis e comerciais (Livro Diário e Razão), o que evita os riscos listados anteriormente.

Esse serviço não deve ser visto como um custo ao negócio, mas um investimento que auxilia no seu desenvolvimento, já que as informações poderão ser usadas para aperfeiçoar a gestão contábil e o controle interno da organização.

Como se trata de um tema excepcionalmente importante, é necessário que o gestor fiscalize o seu contador. Para isso, basta solicitar informações sobre a escrituração realizada por ele e conferir se os dados estão corretos, por exemplo.

São vários os riscos que a empresa corre quando negligencia a escrituração contábil. Por outro lado, ela conseguirá evitar problemas legais e comprovar sua regularidade perante o fisco ao investir em uma boa contabilidade.

A contabilidade também é crucial para os microempreendedores individuais. Se você quer saber por quê, baixe gratuitamente nosso e-book que explica a importância desse serviço para negócios desse porte!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Renan Mesquita

Resolvedor de qualquer problema da DIGISAN. Entusiasta de Marketing Digital, Experiência do Usuário e por transformar positivamente a vida do micro, pequeno e médio empresário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Faça o download deste conteúdo ao final do post.